Marketing de Afiliados: 10 Dicas Poderosas Para Iniciantes

Marketing de Afiliados: 10 Dicas poderosas para iniciantes.

Hoje iremos falar com você, que é afiliado, ou “aspirante” a afiliado, você que quer adentrar nesse mercado e ainda tem várias dúvidas. Fique atento a essas 10 dicas poderosas que nem todos falam, pois elas podem fazer muita diferença no seu negocio online.

1 – Não Faça SPAM!

Negócio vetor criado por freepik – br.freepik.com

Geralmente quando alguém começa a atuar como afiliado, o que essa pessoa entende logo de cara? 

Entende que o poder está no seu link! Como assim? A pessoa entende que o que ela tem que divulgar é o seu link, porque quando alguém clicar em seu link e comprar o produto, ela ganha a comissão correspondente.

E aí o que ela pensa? “Bom, eu vou espalhar esse link o máximo que eu conseguir pela internet. Vou jogar em todas as minhas redes sociais, espalhar em grupos de Facebook, de WhatsApp, onde eu puder.”

Ela imagina que quanto mais espalhar esse link no pela internet, mais pessoas irão clicar e comprar e mais dinheiro ela irá ganhar. Como se chama isso? 

Então, a primeira das 10 dicas poderosas para iniciantes no marketing de afiliados tem a ver com Spam, igual o spam que você recebe por email, sabe? É o mesmo conceito.

O que temos a dizer sobre isso? Simplesmente, não faça SPAM. Você não vai vender, vai queimar o seu nome, vai queimar o nome do produtor e vai ficar triste achando q marketing digital não funciona. 

Aprenda as estratégias corretas, aplique e tenha paciência q vc vai vender.

2 – Foco

business woman with bow arrow and target vector illustration

Quando alguém conhece o mercado digital, fica deslumbrado, porque as possibilidades de ganhar dinheiro são muitas, mas qual é o erro que as pessoas cometem?

Vamos supor que você comece a trabalhar como afiliado… Você cria sua estrutura, seu site, suas redes sociais, seu canal no Youtube, começa a produzir conteúdo, alimentar seu negócio.

De repente, um amigo seu te fala: “cara, criar vídeos para o Youtube não está com nada, o bom mesmo é fazer anúncios, vamo aprender a anunciar”.

Você escuta seu amigo e começa a anunciar. Sua conta de anúncios do Facebook é bloqueada, que é algo comum de acontecer, especialmente com iniciantes, mas acontece até com quem já tem experiencia. Você desanima.

No momento seguinte, na sua eterna busca pela solução mágica, você se depara com um vídeo dizendo que O melhor caminho é criar seu produto desde o começo.

E aí você vai e começa a criar seu próprio produto, porque você quer ensinar as pessoas a vender, por exemplo, se estivermos falando do nicho de marketing digital, mesmo que você mesmo ainda não tenha feito vendas como afiliado, que foi o seu primeiro projeto.

Aqui, no Nasci para empreender, acreditamos que a melhor forma de iniciar no marketing digital seja como afiliado, e o treinamento que recomendamos encontra-se na página inicial do blog (em cursos e ferramentas recomendados).

Entretanto, quer começar como produtor? Faça só isso até dar certo. Encontre um treinamento que vai te ensinar da forma correta ou aprenda gratuitamente na internet (vai levar mais tempo)…

Quer focar no seu canal do Youtube, Ok.

Quer aprender tráfego pago, Ok.

Decidir um caminho e permanecer nele até os resultados chegarem é o “segredo” que não tem nada de secreto.

3 – Apenas Vender (Fazer Ofertas) Sem Gerar Valor Para Seu Público

O que há de mais comum na internet são perfis em redes sociais que mais parecem vitrines de lojas.

As pessoas acreditam que quanto mais elas promoverem seus produtos, expondo os benefícios e o preço, mais venderão.

As pessoas utilizam a internet por 3 motivos básicos:

  • Entretenimento
  • Conhecimento
    • Resolver problemas ou
    • Aprender algo novo
  • Comprar.

No universo do marketing digital, mais especificamente do marketing de afiliados, as pessoas já compreendem melhor o que é e como funciona o mercado.

Elas sabem que querem aprender algo, que existem pessoas vendendo treinamentos que ensinam esse “algo”.

Existem 3 tipos de público:

  • Frio – não sabe que tem um problema
  • Morno – sabe que tem um problema mas não sabe qual a solução ainda
  • Quente – Sabe que tem um problema, sabe qual é a solução e já está procurando essa solução.

Existem conteúdos específicos que você deve produzir para atingir e atrair cada um desses tipos de públicos. O marketing de conteúdo tem um papel preponderante quando se fala em geração de valor antes da venda.

O que precisamos compreender aqui é que: fazer ofertas é importante, já que estamos falando de negócios.

Porém, apenas fazer ofertas sem ajudar o público de nenhuma forma pode ser ineficiente.

Por que deveriam comprar de você e não de outra pessoa?

O que você ofereceu de diferencial?

A venda para o público quente tende a ser mais fácil, mas ele é o menor dos públicos, e, ainda assim, mesmo sabendo que quer comprar, voltamos à pergunta, por que de você e não de outro?

Não faça apenas ofertas repetidamente. Apenas ofertar é chato e afasta as pessoas. Equilibre oferta com conteúdo, com ajuda, com interesse em gerar valor para as pessoas.

Busque o equilíbrio entre oferta e conteúdo.

Apenas ofertas não é bom porque afasta as pessoas.

Apenas conteúdo gratuito não é bom porque estamos falando de negócios.

Negócios precisam de vendas.

Vendas acontecem após ofertas.

4 – Obesidade Mental

A 4 das 10 dicas poderosas para iniciantes no marketing de afiliados diz respeito à obesidade mental.

Obeso mental, especialista teórico ou aluno profissional é a pessoa que compra muitos treinamentos e não os coloca em prática.

Isso é extremamente mais comum do que se imagina. E é uma das principais razões pelas quais as pessoas não têm resultados mo marketing digital.

Por um lado, a abundância de informações é absurda.

Por outro, a ausência de foco dos iniciantes os faz pular de galho em galho, de treinamento em treinamento.

Cursos gratuitos, pagos, diferentes mentores, diferentes estratégias.

Muito conhecimento e pouco aplicação, pouca mão na massa.

Esse tópico é complementar ao de FOCO.

Comprar treinamentos e aprender é incrível, pois eles encurtam caminhos que, aprendendo sozinho e gratuitamente, apesar de possível, seria muito mais dispendioso do ponto de vista financeiro e de tempo.

Por isso, compre sim bons treinamentos, mas antes de partir para o próximo, aplique o primeiro com qualidade e por tempo suficiente para que te gere frutos. Somente a partir daí, inicie outro projeto ou estratégia.

5 – MEDO

As pessoas têm muito medo atualmente, concorda?

Medo começar um negocio, medo de ser julgado, medo de perder dinheiro, medo de seu projeto não dar certo.

É compreensível.

Porém, a palavra medo é totalmente incompatível com a palavra empreendedorismo.

Aquele que não está disposto a correr um pouco de risco sequer, talvez não deva empreender nesse momento.

Entretanto, o risco faz parte da vida, não pense estar em um emprego não envolve riscos, sua empresa pode te demitir, existem projetos de lei para acabar com a estabilidade do servidor público.

Então, medo pra quê, de quê?

Os Investimentos necessários pra iniciar seu negócio online são insignificantes se comparados a um negócio físico.

São insignificantes, inclusive, se comparados ao valor de uma faculdade, ao valor de um curso preparatório para concursos públicos, ao longo do tempo. 

Então, se realmente empreender pela internet é um objetivo seu, qual é a razão do medo?

Se for de medo de não dar certo, já não está dando certo agora, porque seu projeto nem saiu do papel ainda.

6 – Apenas Uma Venda ou Construir Um Negocio?

Existe uma diferença fundamental entre vender esporadicamente na internet e construir um negócio de bases sólidas, automatizado e escalável.

A dica 6 das 10 dicas poderosas para iniciantes no marketing de afiliados é justamente sobre essa diferença.

Muitas pessoas começam a trabalhar pela internet com o intuito de conseguir fazer algumas vendas, e não há nada de errado nisso.

Entretanto, a construção de um negócio sólido exige um pensamento crítico e estratégico.

É necessário levar em consideração todos os possíveis pilares (redes sociais, sites) de sustentação de projeto e como eles podem interagir e estimular o crescimento uns dos outros

Fazer uma venda aqui e outra ali não costuma ser difícil. Basta escolher um produto de ticket mais baixo para se afiliar (de R4 37,00 por exemplo).

Então, aprender a criar anúncios no Google para as pessoas que já estão pesquisando aquele produto.

Pronto, mesmo que vocêr seja iniciante e tenha um pouco de dificuldade em criar esse anúncio, e mesmo que ele não seja tão eficiente quanto poderia ser, a possibilidade de fazer vendas é alta.

Entretanto, essas vendas, por si só, não significam, necessariamente, que um negócio sólido está sendo construído.

Um negócio sólido é feito de:

  • Vários pilares:
    • redes sociais, sites
  • Vários ativos
    • Listas de e-mail
    • Listas sociais (WhatsApp, Telegram, Instagram, Youtube…)
    • Trabalho no tráfego orgânico
    • Trabalho no tráfego pago
    • Recompensas digitais
    • Construção de conteúdos

Não se preocupe se isso parecer muita informação.

Caso seja iniciante, não precisa compreender tudo e muito menos querer utilizar tudo isso de uma vez.

Aqui no blog, temos o E-book ABC do Digital, que foi escrito justamente para ajudar aqueles que desejam iniciar no marketing digital e estão ainda perdidos com tantas informações.

O download é gratuito clicando aqui ou no menu da página inicial do blog.

7 – Escolher um nicho e faça sentido

Temos um artigo bem completo aqui no blog que fala detalhadamente sobre escolha de nicho no mercado digital. Como escolher os melhores nichos que façam sentido para você e que tenham potencial de lucratividade, tenham demanda.

Basicamente, é importante escolher o nicho certo para atuar porque a consolidação de um negócio online demanda certo tempo de trabalho com seriedade.

Quando alguém não escolhe um nicho que faça sentido para si e/ou não tenha demanda, o trabalho acaba se tornando mais difícil, pois criar conteúdos e conversas com as pessoas sobre assuntos com os quais não nos identificamos, se torna mais difícil a longo prazo.

8 – Metas no Marketing Digital

“Quero ser milionário” é a primeira coisa que muitos dizem ao ingressar no marketing digital.

Isso é errado? Não necessariamente.

Sabemos que é perfeitamente razoável enriquecer com um negócio na internet.

Entretanto, ficar milionário não deveria ser a primeira meta de ninguém, porque ainda é algo distante, que muitas vezes não faz sentido no mais profundo de nossa mente.

Primeira Meta

Todos que iniciam seus projetos na internet ainda não fizeram vendas através dela. Então, de forma simples, a primeira meta deve ser fazer a primeira venda.

A primeira venda não significa muito do ponto de vista financeiro, mas sim psicológico.

Você passa oficialmente a condição de empreendedor digital, e isso é grande.

A partir dela, naturalmente, as próximas metas são fazer mais vendas, porém a segunda meta marcante deve estar relacionada à cosolidação da condição de empreendedor digital.

Ou seja, poder dizer com confiança: “agora eu tenho um negócio online”.

A maioria das pessoas que se interessa por ter um negócio online trabalha para alguém, tem um emprego, ou talvez seja autônomo ou desempregado.

Segunda Meta

Considerando a primeira hipótese, que costuma prevalecer, a segunda meta do iniciante no marketing digital deve ser ganhar, por mês, com consistência, exclusivamente pela internet, o mesmo valor que ele recebe em seu emprego.

Isso significa libertação. Pois surge o poder de escolha. A partir desse momento, a pessoa pode, caso queira, decidir se dedicar exclusivamente ao seu negócio na internet e ter um nível a mais de liberdade, além de crescer cada vez mais seu negócio.

Terceira Meta

Aqui começa a liberdade de ação.

Você deseja:

  • manter seus ganhos onde estão e trabalhar pouco?
  • escalar e automatizar seu negócio?
  • jogar um jogo de 6, 7 dígitos?

A decisão é livre e as metas individuais.

Entretanto. Fazer o alinhamento das primeiras metas é importante para ajustar expectativas certas para os momentos certos.

9 – Construir ativos

Listas de clientes são os maiores ativos que você pode ter.

O que são listas de clientes? Nada mais são do que os contatos dos seus clientes e potenciais clientes.

É possível ter uma lista de e-mails, de Telegram, de Whatsapp, listas sociais, que são seus seguidores nas redes sociais, os seus inscritos, enfim…

No mundo dos negócios e das vendas, as listas sempre foram o mais importante aspecto da construção de um negócio.

Quanto maiores e mais QUALIFICADAS forem suas listas, mais vendas você fará.

A questão é que antes de possuir essas listas robustas, é necessário construí-las.

Como se faz isso? De várias formas

Uma das mais eficientes é com a utilização de recompensas digitais.

Elas nada mais são do que presentes, conteúdos relevantes para seu público, dentro do seu nicho, que resolvem certos problemas, ou ensinam as pessoas a conquistarem algo que elas queiram naquela área.

Por exemplo, se você atuar no nicho de emagrecimento, mais especificamente receitas low carb.

Você pode escrever um ebook (livro digital) com 10 receitas low carb fáceis e de baixo custo.

E disponibilizar esse ebook para download gratuito, em troca do seu livro, você poderá pedir o email das pessoas.

Assim, começa a construção da sua lista.

As listas também podem ser construídas pela distribuição de conteúdo gratuito ou com anúncios pagos para seu site, ou para a sua recompensa digital.

Existem várias estratégias, o ponto principal é:

Construa listas. Elas são seu maior ativo pois permitem um relacionamento com seu público, podendo transformá-lo assim, em clientes.

10 – Bônus 

Chegamos a última das 10 dicas poderosas para iniciantes no marketing de afiliados .

Por que você acha que existem afiliados que vendem muito, pouco e que não vendem?

Além de tudo que foi ensinado nesse artigo até aqui, existe a questão dos bônus.

Os bônus são parte essencial da estratégia de qualquer afiliado sério que quer se diferenciar no mercado.

O que são bônus?

São complementos ao produto principal. Presentes que o afiliado cria, como consultoria, mini cursos, ebooks, descontos, para quem realizar a compra com ele.

Então, num mercado com tantos produtos, produtores e afiliados, por que eu deveria comprar o produto do afiliado A e não do B? 

1 – O afiliado A nao dá suporte, o B dá.

2 – O afiliado A não dá um mini curso de bônus, o B dá…

Você compreende a sutileza disso, e ao mesmo tempo sua importância?

Isso é diferenciação de mercado.

Essas são as 10 dicas poderosíssimas para os afiliados iniciantes.

O que você achou? Já sabia de alguma delas?

Conte nos comentários a melhor dica e por que achou isso!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!